terça-feira, 24 de novembro de 2015

MAÇÃ DO AMOR




        Maçãs vermelhas do amor
        doces como a paixão
        vermelhas da cor do sangue

        semelhantes ao coração

                          Maçãs que despertam desejos
                          na cor,no sabor,no olhar
                          como os lábios da mulher jovem
                          que vende maçãs no bazar.
                                                             
                                                                                                         PenhaBosell*iMAAT / 2015

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

MANACÁ


                                                                   MANACÁ

                                         Manacá colorido,em branco e lilas
                                           Que perfume doce !
                                              Que benção !
                                                   Que paz !

                                                                                      
                                                                  PenhaBosell*i / maat 2015

domingo, 15 de novembro de 2015

SONHO BOM


                             Sonho bom é sonho com luz
                                                             com estrelas e muito amor
                                              com anjos voando no céu 
                             e borboletas bailando na flor


                            ................................PenhaBosell*i / maat 2015

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

ANJOS COM CAMARÃO

Saí do restaurante japonês
feliz por ter jantado camarão



Em casa antes de dormir
invoquei os anjos pedindo proteção

 



     Não é fácil ser humano aqui na terra
     há que ter discernimento e razão



     Há momentos que estamos com os     anjos
     em outros,comendo camarão.

..................PenhaBosell*i / maat / 2015

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

VALE AMARGO

lama grossa,lama escura
caudalosa e obscura
a serpente escorrega
pelo vale em plena fúria

sem controle,sem piedade
engole tudo pela frente
mata bicho,mata peixe


mata o verde e mata gente

o destino em desatino
a natureza caída em pranto


os homens incrédulos gemem
fazendo cara de espanto

Ha que ter um culpado da sina


o desastre é culpa de humanos
porque a natureza,sábia e perfeita

não faz maldade e não causa danos.

…………………………………….PenhaBosell*i / maat 2015

MALDITO

Maldito seja ele que acabou com a vida dela
estou apaixonado e não vou ficar com ela

Maldito seja ele que causou angustia e dor
o passado foi tão duro,ela nem sabe o que é o amor

          Maldito seja ele

              destruiu a vida dela
                  
Faleceu e foi embora
                        mas deixou muitas sequelas

Maldito seja ele
destruiu a vida dela

Destruiu também a minha

que não sei ficar sem ela

                                                                                       PenhaBosell*i / maat 2015

sábado, 7 de novembro de 2015

JOÃO e MARIA

Pinta os olhos
pinta a boca
raspa os pelos
a voz é rouca

corpo macho
alma femea
mão e pinça,no espelho
alinhando a sobrancelha

 

vida torta e incerta
alma aflita sem destino
a única verdade
nunca soube ser menino

vida louca / viravolta
corpo e alma em sintonia
Não existe mais João


Só existe a Maria

…………………………………………PenhaBosell*i / maat 2015








sábado, 24 de outubro de 2015

PRISIONEIRA

Prisioneira de corpo e de alma

a grade enquadrando a flor

cercando a camélia branca

obra prima do Criador

A beleza não se deforma
e serena,a flor se mantém
generosa exala o perfume

além da grade que a faz refém

Ainda que aprisionada
a camélia tem coração

generosa expande o perfume
cumprindo sua nobre missão
..................................................PenhaBosell*i / Maat 2015

CHÃO DE LEMBRANÇAS

Cada pétala um momento,que ficou lá no passado

um sorriso verdadeiro,um abraço disfarçado.

Cada pétala uma lágrima desde a infancia derramada

uma bronca, um amor perdido,uma morte anunciada.

Cada pétala uma lembrança,dos amigos,das noitadas

boemia sem juízo,vida alegre em serenatas

Cada pétala uma mágoa,uma marca registrada
na alma que sempre cantou,e hoje é alma calada

Pelo chão lembranças,sorrisos


um passado alegre e festivo

o tempo caído na praça

murchando em tom rosa comigo


                                                         PenhaBosell*i /MAAT 2015

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

MELANCOLIA

O passarinho piou,a pomba rola gemeu e o gato miou.
a macacada fugiu,pica pau foi embora e o cachorro uivou

O tucano chegou,bateu as asas enormes,e depois voou.
Agora,silencio...a coruja piando,no buraco do tronco,não quer se mostrar.
O sapo do brejo,gordo e pesado,mal consegue pular.

Eu acuada,sem rumo e sem luz,tateando no escuro.
Buscando na mata,uma trilha,um atalho,que contorne esse muro.

O vagalume indeciso,cintila no escuro mas não consegue voar
Nem a estrela vagando no céu sabe o caminho
desorientada,perdida e ofuscada,não consegue brilhar

A mata em silencio,escuta urutao em melancolia
que triste lamento
que angustia no peito
que triste poesia




                                                                       PenhaBoselli* MAAT /2014

terça-feira, 22 de setembro de 2015

LIBIDO DA LUA

A lua transparente e tenue,quase não aparece no céu

O brilho pálido e fraco,lembra aquarela em papel.

Talvez pela hora do dia, ou pelas condições lá do céu
fato é que a lua está débil,parece encoberta com véu.

A lua e minha alma estão frágeis,carentes de brilho e de amor


Queremos promessas cumpridas : libido e amor sem pudor.

        
                                                            PenhaBosell*i
                                                                                                 MAAT / 2015

 
                                                                                                  

A LUA E O FIO

Entre eu e a lua existe um fio
entre eu e o céu existe um fio
entre o céu e a terra,existe um fio

O fio divide,separa e mantém barreiras


Como tirá-lo do caminho ?

Como encontrar um atalho que me leve até a lua
,ou que traga a lua até mim?

Como trazer a lua para o lado de cá ?


Como posso eu,passar para o lado de lá ?

 

A lua permanece impassível,não demonstra nenhuma emoção

Eu é que fico aflita,sofrendo com a separação.

Quero a lua pertinho de mim
quero o mesmo espaço que ela


quero ser branca,pura e alva

assim como a lua da minha janela

                          PenhaBosell*i
                                                                     MAAT / 2015

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

RESSURREIÇÃO

Sem idéia,sem cor,sem inspiração e sem amor
apática,vazia,desanimada e sem calor
que seja uma fase,uma lua fraca,um período de transição
que seja uma passagem,para um ciclo novo,uma nova vida,uma renovação.

No ha garantia de promessa cumprida,só contemplação.
Não existe certeza de amor eterno,mas persuasão
O coração bate mecanicamente,por força biológica e programação

Repete e repete,no mesmo ritmo,o mesmo som.

Mas a alma rebelde,reclama e se inflama de indignação
quer vida madura,farta e plena sem restrição
Alma e corpo se aliam e conspiram a transformação
Se inflamam em fogo e renascem do tédio,pela transmutação.

Fenix então,abre as asas em chamas e voa, rompendo limites
para mundos distantes muito além de nossa percepção
a alma então se aventura:
nova vida,novos horizontes,nova ressurreição.

                                                          *PenhaBoselli* / MAAT 2015

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

VIDA

O som da vida é sorriso,é coro,é choro,é riso

O mistério da vida,é a vida que flui,se esvai e dilui

O pisar no chão duro faz calo,machuca e arranha


Não voamos,não temos asas,não flutuamos
Que pena…nem anjo somos.

 

Nascemos da terra,da rocha,da areia.
que fardo…que sina…que teia…

Há esperança…nem tudo é pranto !

O encanto da vida é a alma
 

que levita,suspira e clama
dá fôlego,inspira e cura
nos libertando do peso da sanha


                         *PenhaBoselli* / MAAT / 2015

terça-feira, 25 de agosto de 2015

ALMA DE CISNE

Quem me dera nadar por aguas mansas,sem medo de afundar
E se as aguas forem verdes,melhor ainda será meu flutuar.
Mas Deus foi impiedoso ,deu-me alma de cisne em corpo humano.
- Quais pecados horriveis cometi em outras vidas ?
Hoje sou mutante. Nem cisne,nem humano...Sou louco,sou insano,sou um ser vivo profano.


                                              *PenhaBoselli* / MAAT / 2015

terça-feira, 18 de agosto de 2015

DONA DE NADA

Não sou dona do tempo

Tempo que não quer parar


Não sou dona da vida

Vida que flui e se esvai
 

Não controlo nada
nem situações,nem ninguém

Porém…
Quem me dera domesticar emoções


e só extravasar,as que mais me convém.

                                    *PenhaBoselli* / MAAT / 2015




            

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

ALMAS AFINS

São tantas almas dispersas
com elas histórias de vida
por benção, algumas achamos


outras…nem despedida.



O tempo implacável se impõe

dispersando e ceifando as amigas

as lembranças são como que um porto

estratégia a proplongar nossas vidas

Encontros e desencontros


almas em sincronia

o passado que hoje nos une
foi moldado com pura alegria   
     
                                               *PenhaBoselli*
                                                                     MAAT / 2015
                                   

terça-feira, 4 de agosto de 2015

NÓS E AS ESTRELAS

Eu vejo as estrelas no céu,mas parecem tão distantes de mim…
Porém seu piscar constante,sinaliza que estão vivas e nem tão distantes assim.
Dizem que as estrelas que vemos,deixaram de existir a éons de tempo. E que apenas seu brilho prateado,chega até nós ainda que lento.

Apenas ? 

 

Pois se o brilho delas no céu,é tudo que precisamos !
Como me deleito em olhar para cima,e ve-las prateadas no céu cintilando.
Que seria de nós,se o céu fosse escuro,sem lua,sem brilho,sem vida piscando ? E da alma aflita,cheia de amor e sempre sonhando ?
Não…a vida na terra,seria impossível sem as estrelas no céu. Acho que nem conseguiríamos sobreviver sem elas. Porque são partes de nós,assim como somos parte delas.

                                                                     *PenhaBoselli*

                                                                                           
   MAAT / 2015

domingo, 26 de julho de 2015

VERBOS PASSADOS

Eu nadei,eu comprei,eu andei.
Eu curei,eu orei,eu pintei.
Eu saí,eu comi,eu bebi.
Eu escrevi.
Eu criei,eu cantei e eu ri.
Eu dancei.
Eu pensei e me emocionei quando quis.
Há..! por que eu quis ? A partir daí,não consegui conjugar mais nada. Nenhum verbo,nenhuma ação. E todas as minhas emoções, ficaram desconjuntadas.
...eu quis,eu quis,eu quis...
Agora tá feito. O que era para ter sido não foi,porque fiz escolhas quando quis.E tudo que eu quis,hoje está no passado.

.
...quisera eu,não ter querido...
                                                                  *PenhaBoselli*
                                                                                                          MAAT / 2014

sábado, 25 de julho de 2015

MOULIN ROUGE


O tempo urge,a vaca muge,e o príncipe surge.
Troco de roupa,e passo batom e rouge.
Patética cena,em frente ao espelho,me vejo com a roupa do Moulin Rouge.
Viajo no tempo…
Como arrumar casamento assim ?
Os tempos mudaram,a vida é outra.

O corpo é novo,mas a alma antiga,não desiste e insiste. Continua no espelho se maquiando,ou em cima do palco dançando can can.
Permaneço no bar esperando um príncipe. Com batom e rouge,dançando can can no cabaré  Moulin Rouge.

                                                 * PenhaBoselli*
                                                                        MAAT / 2013
                 
                     

quinta-feira, 23 de julho de 2015

ACEITAÇÃO

A tarde é curta,a manhã é curta,e a noite é sofrível,porque durmo com as galinhas,tenho medo do escuro,e da solidão.

O tempo urge,Deus me unge,e o mal sucumbe.

No sufoco,as gotas caem aos borbolhões.Gotas de vida vivida em etapas : sofridas,sem nexo,sem conexões.

A esperança está com pressa e se agita.Sabe que o tempo não pára e pede atenção : zelo com a vida,misericordia e aceitação.

O passado sofrido,traz luz no presente e compreensão.
Tudo está certo,tudo se encaixa,no imenso universo do meu coração.

                                               *PenhaBoselli*
                                                                                                    MAAT / 2015

segunda-feira, 20 de julho de 2015

PALETA TERRA

Eu pinto a vida,pinto a tela e pinto a alma
Eu pinto o mundo que está cinza e sem cor
Eu pinto a cara das pessoas com um sorriso


e pinto o coração com a cor do amor

Eu quero um mundo muito claro e colorido
salpicado com as tintas da paleta
céu e terra em profusão de belas cores
um só mundo,uma só alma,um só planeta.

                                                 *PenhaBoselli*
                                                                                   MAAT / 2015

         

domingo, 19 de julho de 2015

COISAS BOAS DA VIDA

Cheiro de café.
perfume de flor.
criança brincando feliz

um abraço acolhedor

Jantar bem temperado
Música que emociona


presente inesperado
chá quente na poltrona

Cheiro da seiva de grama no ar
colibri no jardim sugando uma flor
manga chupada lá no pomar

cama macia com bom cobertor

o entardecer laranja ou dourado
a renda branca da espuma do mar
um abraço e um beijo roubado
a vida pulsando sem nunca parar.
 

barulhinho da chuva caindo
a sobremesa mais apreciada
um bom livro de história no colo
e uma noite em alguma pousada
 

Viver bem, é viver com paixão, as maravilhas que a vida traz
compartilhando tudo o que somos,com sinceridade,alegria e paz.

                                                               *PenhaBoselli*
                                                                                                              MAAT / 2015 




    
                                             

sábado, 18 de julho de 2015

O ABRAÇO

Abraço não tem hora,não tem tempo,não tem cor.
Abraço tem vontade,tem cheiro,tem sabor.

Abraço bom e estimulante é abraço inesperado
pega a alma de surpresa,não tem nada combinado.

Se o abraço é expontaneo,tem sorriso e tem calor
o coração fica feliz,e a alma cheia de amor.

Abracemos, pois...

 Antes que o corpo pereça.
 Antes que a alma alce voo
,e antes que o amor esmoreça.

                                                     *PenhaBoselli*
                                                                                               MAAT /2015 

 

                                                 

segunda-feira, 13 de julho de 2015

AONDE ESTÃO OS ANJOS ?

Aonde estão os Anjos que não entram nos meus sonhos e não vem falar comigo ?
Aonde estão os Anjos,que me cercavam,adulavam,me guardavam e que eram meus amigos ?

Para onde foram ? Desistiram de mim ?
Por que se afastaram e me abandonaram,me deixando assim ?

A noite se alonga interminável sem Anjos por perto.
Sozinha no quarto,aguardo que os Anjos retornem a mim.Pois sempre fui crente,devota fiel e carente de afeto.

                  

                                                                                         *PenhaBoselli*
                                                                                                            MAAT / 2015    

REBOBINANDO O TEMPO


Eu rebobino minha vida,desenrolada que nem carretel. Rebobino as situações do meu dia,para enxergar além do meu véu.

Retomo passagens do dia,vividas mecanicamente.Relembro as mais importantes,vividas emocionalmente.


Rebobinando o passado e o presente eu tento entrever o futuro,consciente que o mundo que eu vivo,sou eu quem escolho e construo.
                                               *PenhaBoselli*
                                                                                                                MAAT / 2015


domingo, 12 de julho de 2015

GRATIDÃO ÁS ESTRELAS

Obrigado ás estrelas que brilham,e revelam vida no céu.
Obrigado pela proteção,desse imenso e iluminado véu.

Obrigado por existirem e mostrar que eu não estou só.
Obrigado por me escutarem,apesar do silencio ao redor.

Ver o céu salpicado de estrelas,ativa memórias de um mundo distante
Desperta na alma a missão esquecida,a busca por luz de maneira incessante.

Gratidão ás estrelas do céu,suporte de apoio para almas viajantes.


Gratidão pelos sonhos que inspiram,e pela luz cristalina e vibrante.
                                                           *PenhaBoselli*
                                                                                              MAAT / 2015

sábado, 11 de julho de 2015

FEL

Misericórdia Senhor…porque a língua é maior que a boca.A crítica mais amarga que fel. O diálogo flui confuso,como torre de babel.

As palavras cheias de bilis,amargam qualquer situação,expressando ressentimento e forte oposição.

O azedume vira rotina,e se instala em qualquer comentário.
Perdeu-se o discernimento,de falar só o necessário.

Observo em silencio,e aguardo.
Talvez um dia a mudança.
De ouvir sem corromper os assuntos,e falar sem usar a balança.
                                                    *PenhaBoselli*
                                                                                                      MAAT / 2015


SEGREDOS

PORTEIRAS QUE GUARDAM SEGREDOS
SUSPIROS DE AMORES PERDIDOS.
POR QUEM GEMES AGORA AO ABRIR?
POR QUEM GEMES DEPOIS AO FECHAR ?
ROUBASTES DE QUEM OS GEMIDOS ? QUE INSISTES EM MANIFESTAR ?

                  
                                                  

                                                                         *PenhaBoselli*
                                                                   MAAT /2015

TOUR GASTRONOMICO

Vou para a Capadócia,tomar chái e flutuar no balão.
Vou para o Rio de Janeiro,comer feijoada,no morro do Alemão.
Vou para o nordeste,comer carne seca e dançar o baião.
Vou para o Rio Grande do Sul,comer churrasco e tomar chimarrão.
Vou tomar choppe e cerveja,no Pingüim,lá em Ribeirão.
Vou pra Sampa,no Bexiga,comer macarrão.
Vou pra Lisboa,comer bacalhau e tomar vinho Dão.

Vou para a Itália,mangiare uma pizza de manjericão.
Volto pra Sampa,e vou no Mercado,comer sanduíche de mortadela com pão.
                                                            *PenhaBoselli*
                                                                                                     MAAT /2013

PASSAGEM



Se a morte é passagem,tudo bem,é bom saber.
Começamos outra vida,não há nada a temer.
Mas a ponte,tem pedágio ?Vai de carro?de canoa?Levitando que nem anjo ? ou caindo em turbilhão ?


Ninguém sabe,ninguém diz,muito menos quem já foi. Se voltou tem outro nome,outro corpo e outra cor.
Falam tanto da passagem,mas ninguém sabe explicar.Fato é que quem passou, não voltou para contar !
                                                        *PenhaBoselli*
                                                                                                           MAAT / 2012