LIMPEZA

sexta-feira, 28 de abril de 2017

ROSA CAÍDA

Sou rosa murcha e caída
cercada de espinhos e dor
desbotada e sem alegria
sou rosa carente de amor

Quem passa na rua e me olha
fica triste de ver meu sofrer
mas Deus,que ama as rosas

compassivo me ordena rejuvenescer

Maat* 2017

quinta-feira, 27 de abril de 2017

PROPOSTA




PROPOSTA

Estrela solitária vagando no céu…

Eu te convido a entrar nos meus sonhos para que eu não me perca em sonhos ruins.
Te proponho pousar na minha mente e inundar meus neurônios com teu brilho sideral.
Comparto contigo meu coração, carente da luz que tu esbanjas no céu. Também te ofereço minha alma simples, para que seja um berçário de ti.  Nela parirás novas estrelas, que brilhando juntas,promovem minha alma a constelação.


                                                                                                      Maat* / 2017


quarta-feira, 26 de abril de 2017

POETA VIRTUAL

Ouvir o som da chuva
acalma o coração
melhor ainda ouví-lo
embaixo do edredom

No aconchego da cama e da chuva
brota fácil a inspiração
pego rápido meu iphone
e burilo o teclado com precisão

Nada de papel e lápis
como no tempo de Drummond
apenas celular ou ipad
enquanto deixo fluir o dom
          Maat* / 2017

terça-feira, 25 de abril de 2017

PREVISÃO

Não consigo prever o futuro
nem quando olho as estrelas no céu
nem mesmo jogando búzios
ou abrindo o tarô que dissipa o véu

Não consigo prever o amanhã
nem se o tempo é de chuva ou de sol
minha vida é como um cometa
sem rota,no escuro,e nenhum farol

   
 Maat* 2017



segunda-feira, 24 de abril de 2017

ALMA BACARÁ

Minha mal amada alma
nem sabe o que é amar
vive aflita e cheia de sonhos
que não vão se concretizar

Eu aromatizo minha alma
com essência de cajá
vou lustrando até que brilhe
como cristal bacará

Minha alma se transfigura
finalmente atravessa o portal
vida nova, regenerada
agora liberta de todo mal

MAAT* / 2017 

domingo, 23 de abril de 2017

DECEPÇÃO

No meu caminho não tinha uma pedra
mas um moreno trambiqueiro
que conquistou meu coração
carente de amor verdadeiro

Fiquei toda apaixonada
pelo moreno embusteiro
que me trocou lá no boteco
por uma aguardente de cheiro

Pingófilo miserável
estraçalhou meu coração
antes fosse uma pedra
no meu caminho então

                                       Maat* 2017


PINCELANDO SONHOS

Quando o tempo fica nublado
nublado fica meu coração
nada me dá esperança
nem mesmo o moço do calçadão

Tomo banho e visto o pijama
cinza nublado da cor do céu
me enrolo no edredom desbotado
e ornamento meus sonhos com um pincel

                                  Maat* 2017

sábado, 22 de abril de 2017

QUANDO ME DEITO A NOITE

Quando me deito a noite
revejo as memorias do dia :
meus filhos sorrindo na sala
e meus netos fazendo folia

A comida farta na mesa
abraços, sorrisos e tapinhas
o vinho na geladeira
o cheiro que vem da cozinha

Sou grata a vida que tenho
com saúde, paz e fartura
vida plena e bem dotada
de momentos com muita ternura
      

                                                                     Maat* / 2017

BACALHAU

Bacalhau é muito bom
mas também é muito caro
eu coloco bastante batata
muita cenoura e tomate picado

Bacalhau e pressão alta
não combinam muito não
mas a gente toma vinho
e vai dormir bem largadão
 Maat* 2017



         

sexta-feira, 21 de abril de 2017

PASSADO MORTO

Não faço questão do passado
que está morto, esquecido e enterrado
Prefiro que seja assim
preciso viver sossegado

A vida é tão preciosa
é preciso seguir em frente
desatado de memorias tristes
emancipada de corpo e mente

       

 Maat* 2017

quinta-feira, 20 de abril de 2017

O CAMINHO DA LUA



        
O CAMINHO DA LUA

Olhando pela janela
vejo a lua passando no céu
sorrateira por entre as nuvens
driblando o espesso véu

Fico pensando na vida
que não foi como eu queria
mas sempre fiquei no caminho
graças a lua que me seguia

      
                 MAAT* 2017

quarta-feira, 19 de abril de 2017

VINHO COM MACARRÃO

Depois que bebi meu vinho
e comi meu macarrão
deito em algum lugar
e fico em relaxação

Não penso em coisa nenhuma
não ligo televisão
meus olhos ficam parados
e o corpo sem reação

Em estado de letargia
pareço jibóia na digestão
paralizada e sem movimento
tal como a vitima de abdução


                  Maat* 2017



POESIA OCA

Quando a inspiração seca
e nada me sai da cabeça
procuro rimas, palavras, ideias
antes que o verso esvaneça

Compor poesia fácil
é compor com emoção
sem medo dos sentimentos
que agitam o coração

Poesia que sái da cabeça
é maçante e sem colorido
equação de versos montados
carentes de alma e libido

Maat*2017

terça-feira, 18 de abril de 2017

VIDA DESPERDIÇADA

Vida desperdiçada
é vida vivida com medo
com muito pouca auto estima
e cheia de maus enredos

É vida vazia em história
mas cheia de pranto e dor
muita aflição na alma
e pouca chance de amor

Vida desperdiçada
é vida com magoa e rancor
Quando acaba leva o passado
deixando marcas do desamor


                  Maat* / 2017

EVOLUÇÃO

Quando a alma pede sossego
e a humanidade só dá aflição
a gente vive com medo
sem ter paz no coração


O mundo gira caído
em moral e inspiração
o que fazemos com a Terra
é muita judiação

É preciso plantar a esperança
de que tudo já está a mudar
a vida, o saber,as crianças
Nossa Terra enfim Nosso Lar


          Maat* 2017

domingo, 16 de abril de 2017

ENCONTRO DE ALMAS

A noite já vai alta
e eu aqui sem sono
relembrando a madrugada passada
e a dádiva que foi meu sonho

ele beijou meu pescoço
e eu o abracei calada
tinha música celestial
e eu me senti muito amada

parecia que nos conhecíamos
era muita afinidade
muita entrega expontânea
e muita cumplicidade

Era amor sem paixão banal
mistério e muita atração
reconhecimento de almas antigas
celebrando a conciliação


            Maat* / 2017

sábado, 15 de abril de 2017

POESIA E LOUÇA SUJA



POESIA E LOUÇA SUJA

Detesto arrumar a cozinha
mas não tem jeito não
as panelas vão amontoando
da pia até o chão

Se não lavar tudo logo
a louça vai acumulando
do almoço,do lanche e da janta
parindo e se multiplicando

Eu contemplo a louça suja
transbordando dentro da pia
enquanto esfrego a esponja
mentalizo algumas poesias

Penso nos meus pecados
e lavo a louça que me redime
ciente de que sou poeta
e fazer poesia é um ato sublime

Maat* 2017

SOPALHAU

Eu fui comprar bacalhau
e quase caí de costa
estava tão caro o peixe
que nem olhei para as postas

Comprei bastante batata
cenoura e pimentão
roubei uma lasquinha do peixe
e joguei tudo no caldeirão

Depois eu fiz um feitiço
poderoso e especial
multipliquei a lasquinha do peixe
e fiz um belo sopalhau

                                                                        Maat* / 2017

CÉU CINZA

Quando a cidade está cinza
fica cinza o meu coração
a cabeça enevoada
e a alma sem inspiração

A cor cinza no céu me deprime
fico triste, meia calada
parada nos cantos da casa
e sem ânimo de fazer nada


                                                             Maat* 2017

quinta-feira, 13 de abril de 2017

APOSENTADORIA

                  Aposentar no Brasil é mistério
               buraco escuro e profundo
               enquanto a gente trabalha
               os “hóme” desviam o fundo

                     Coitado do trabalhador
                     honesto e cheio de fé
                     sugado em vida e saúde
                     por politicos de cabaré


                                                   Maat* / 2017
    

PARAISO TROPICAL



Caminhando pelo jardim
vejo muitas plantas e flores
fartos rios e lagoas
e inúmeros beija flores

Araras azuis se confundem
com o azul celestial
entidades ocultas na mata
preservam a floresta do mal

Tem perfume de rosas no ar
alfazemas,lirio e jasmim
borboletas dançando indecisas
no meio de querubins

O canto do pintassilgo
é partitura musical
para esse cenário Divino
do meu Brasil tropical

                                       Maat* / 2017
 

quarta-feira, 12 de abril de 2017

TUTANO DE POESIA

É bom fazer poesia
com versos que falam das flores
Melhor ainda é faze-las
com versos que falam de amores


        Porém o poeta bem sabe
        que poesia precisa tutano
        que tem que ser cavocado
        na alma do homem insano

                                                       
                                                               Maat* / 2017

CHÁ COM LUA



Eu vi na caneca do chá
o reflexo branco da lua
comovida eu lhe ofereci
um pouco de chá numa cuia

A lua agradecida
multiplicou seu brilho na terra
refletindo sua luz branca
no lago, nos rios e nas serras


          
                         Maat* / 2017

QUARTO TRANSCENDENTAL



Quando o sol fica forte a tarde
inundando meu quarto de luz
a sombra da árvore treme
no chão,na parede e na cruz

O quarto fica dourado
o cristal resplandece no sol
salpicando com prismas andantes
a cama,o santuário e o lençol

Meu quarto expande a luz
com energia transcendental
irradiando cores vibrantes
e transparentes como o cristal


           Maat*/2017




terça-feira, 11 de abril de 2017

A FESTA

Fui para um encontro com primos distantes
que ha anos nunca mais vi
senti a presença constante
de antepassados que estavam ali

No meio de comes e bebes
vinhos e canapés
distingui entre parentes vivos
almas antigas cheirando rapé

A festa foi muito bizarra
e rolou de tudo um pouco
parentes vivos e falecidos
se abraçando…foi muito loko

O evento rolou até tarde
tudo junto e misturado
gente morta e gente viva
recordando Anos Dourados



                       Maat* / 2017

segunda-feira, 10 de abril de 2017

SOFRÊNCIA DE POETA

                Não é fácil fazer poesia
               não é fácil ter inspiração
               o poeta precisa a sofrência
               da angustia na alma e no coração

               O estímulo para poetisar
               nasce do amor e da solidão
               de lembranças que foram vividas
               ou da carencia de uma paixão

               Por isso o poeta dói mais
               O poeta sofre duas vezes a dor :
               a sofrência  contida na alma
               e a sofrência em versos de autor    


                       
                                                                    Maat* / 2017

domingo, 9 de abril de 2017

O ESPELHO


Mergulhei no espelho do quarto
e passei para o lado de lá
senti meu corpo bem leve
e perfume de manacá

Tem jardim nesse lado do espelho
e meu quarto é rodeado de flor
vejo luzes por todos os lados
e anjos cantando louvor

                       Descobri o segredo do espelho
                       e do quarto mesclado com flor
                       é o lugar onde busco refúgio
                       quando sinto carencia de amor

                                   Maat* / 2017

sábado, 8 de abril de 2017

ROLÊ COM MORFEU

Sou gente até as nove da noite
depois viro coisa amorfa
fico lesa, bocejando, sem tino
e caminho trombando nas portas

Pareço geléia mole
não consigo ficar acordada
o sono me deixa tonta
fico meia apalermada

No quarto em transe profundo,
vejo Morfeu me propondo sorrindo :
Que tal um rolê nas baladas ? Tipo “by night “ por outros mundos ?



                                                                    Maat* / 2017

ANTES QUE

Antes que o abajour  apague
antes que meus olhos fechem…
Faço um balanço do dia
e alguns apelos aos Mestres


           Visualizo momentos vividos
           palavras e frases ditas
           separo o joio do trigo
           e faço promessas escritas


Enfim eu apago o abajour
e oro em silencio profundo
agradeço o dia perfeito
e suplico paz para o mundo


                                                                     Maat* / 2017

sexta-feira, 7 de abril de 2017

MENSAGEM

A chama balança no prato
tal qual folha dançando no ar
parece querer dizer algo
pisca fraquinha querendo apagar

     Código Morse na chama vermelha
     que não consigo decodificar
  
   

     vejo o fogo minguando sem pressa
     e as salamandras a desmaiar



                                           Maat* / 2017


SONHO DE POETA

Quem dera ser um poeta com escrita rebuscada
versos harmoniosos,como música bem tocada

     Quem dera criar frases novas,nunca antes lidas na Terra
     ideias bizarras e exóticas / histórias de paz e de guerra

            Mas sou poeta simplório

            meus versos são muito mirrados
            Escrevo sem pretensão

            Sou poeta que sonha acanhado

                                    Maat* / 2017


VÍCIO

VÍCIO

É um vício querer o poder
Maior vício,é querer só pra ter
Mas o vício mais compulsivo
é escrever,escrever e escrever.


                                                                              Maat* /2017

domingo, 2 de abril de 2017

MOMENTO DELICADO

Queria falar de flores
mas o céu está cinza
Queria falar de paz
mas o coração está aflito
Queria falar de amor
mas a incerteza predomina

       Não é um bom momento para falar de flor,de paz e de amor.
       Não estou bem,não estou legal...
       A inspiração é fraca e as palavras frouxas.

Hoje,qualquer flor murcharia perto de mim
A paz se dissolveria em brumas e o amor viraria pó ( seco e árido como as areias do deserto )
Preciso cuidar de mim...
Como é ruim ficar assim !
Como é ruim ficar assim !
                                                               Maat* / 2017