Pesquisar este blog

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

POETA COR


vou versejar a flor
depois exaltar o amor
vou visitar a esperança
nas asas do beija flor


     vou buscar no arco iris
     as cores que vejo no céu
     depois com a imaginação
     vou matizar meu corcel


                 vou colorir meu mundo
                 dentro e fora de mim
                 surfando nas nuvens do céu
                 e nas flores do meu jardim


                   
                                                          Maat* 2018

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

PÉ DE ARRUDA

MEU PEQUENO PÉ
DE ARRUDA
meu pedaço de verde que cura
meu guia,meu escudo,meu buda
meu pequeno pé de arruda...
que protege,que limpa e me ajuda
na fissura...na fúria...candura
meu pequeno pé de arruda...
que desnuda a mulher linguaruda
e dissolve a feição carrancuda
sem meu pézinho de arruda...
que Deus nos acuda ! que Deus nos acuda !




                                                                                                 Maria da Penha Boselli* / Maat* 2018

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

INDECISÃO

pois é...a manhã acabou
o dinheiro acabou
o vinho acabou e o frango queimou ....
devo chorar ?
pelo vinho...? pelo frango ..? ou pelo dinheiro..?
há tá !...pelo vinho.
tendi ...ok.

                        MAAT* /2018


quarta-feira, 7 de novembro de 2018

SOMOS LUZ




Se eu fujo da Luz,a Luz me persegue
se estou na escuridão a Luz me persegue
de olhos fechados a Luz me persegue
Não temos escapatória...
porque SOMOS a Luz que nos persegue


                                                                  Maat* /2018

TROVAS

quero dormir em paz
no aconchego da cama e do lar
quero dormir sem medo
e sem olhar para trás


 ____________________________

       cafè com biscoito
       pão com requeijão
       chá com bolacha
       e goiabada cascão

                                                    Maria da Penha Boselli* / Maat* 2018




domingo, 4 de novembro de 2018

HORARIO DE VERÃO




adiantamos o relogio
querendo adiantar o tempo
como se os ciclos da vida
pudessem mudar como o vento

adiantamos as emoções
as batidas do coração
aceleramos  os pensamentos
nos apressamos na oração

não quero mexer no relogio
nem as horas adiantar
não quero ter menos tempo

para dormir e sonhar

                                                                            Maat* / 2018