Pesquisar este blog

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

SEGREDOS

                      
Ninguém entende a alma aflita
   nem a angustia no meu coração
   quem não sabe o que me entristece
   desconhece a miséria e a compaixão

O sono é leve e inconstante
cheio de interrupções
espíritos vem e vão de repente
em sucessivas manifestações

   mensagens,segredos,sussurros
   escuto todas com o coração
   de manhã,acordada e confusa
   suplico a Deus fé e razão.


                          Maat* 2018

domingo, 9 de dezembro de 2018

TROVAS





                                 SAMPA CLARA E ILUMINADA
                                     LUZINHAS PISCANDO NO AR
                                         EU AKI PENSANDO NA VIDA
                                               SE DEVO DORMIR,OU IR PARA O BAR

                                                 
   
                                                      Maat* 2018

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

TROVAS


encerrando o dia com fé
ciente que a água dá pé
transição com licor e café
enfim livres dos abaetés

ESPERANÇA

                                                             

Quem dera ser poeta sério
de conteúdo e apreciação
reconhecido e admirado
na cúpula régia que faz edição

        

Ninguém reconhece meus versos
porque não escrevo em papel canson
sou simples,despretensioso
escrevo poesias no coração
                                                                      


                                                              Maat* 2018

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

POETA CAÍDO

Quero escrever poesias
inspirada em emoções bregas
com frases desconjuntadas
versos pobres e piegas

                 eu bebo no copo de Baco
                 e na taça cristal borbulhante
                 rabisco palavras sem nexo
                 e declamo meu verso ofegante

                        apoio a cabeça na mesa
                        a ressaca é torturante
                        Baco zomba de mim
                       

                              - Que cena triste,poeta…
                          
                               -Que situação humilhante !
     
                                                 
                                                                         Maat* 2018

domingo, 2 de dezembro de 2018

MÁGOA DE POETISA

                  MINHAS POESIAS RECEBEM DESPREZO
                        MEUS ARGUMENTOS INTEMPÉRIES
                  MESMO ASSIM ESCREVO MEUS VERSOS
                        EM LOTES,PEDAÇOS E SÉRIES

          VEJO AS PORTAS SE FECHAREM
          PORQUE NÃO FREQUENTO TABERNA
          NÃO TENHO BARBA E BIGODE
         NEM SACO NO MEIO DAS PERNAS

                    INSISTO EM FAZER POESIAS
                    PORQUE BROTAM DA ALMA EM CASCATA
                    SÓ PRECISO UMA TAÇA DE VINHO
                    E MEU CORAÇÃO DE SUCATA



                                                                        Maat* 2018